em Notícias, Notícias Blockchain

Desde o final de setembro, 30 bancos se uniram para definir um blockchain padronizado, que atendesse ao seu nicho de mercado.

Para isso, estão apoiando a recém criada startup R3 CEV, localizada em Londres, que trabalha atualmente em um livro-registro (ledger) compartilhado, o qual os bancos esperam utilizar para reduzirem seus custos com conciliação.

Além disso o desenvolvimento pretende estar alinhado com as regras regulatórias vigentes, mitigando os riscos sistêmicos e inerentes aos mercados financeiros. Com isso os bancos esperam que a tecnologia se torne mainstream (ao menos no seu meio) em até um ano.

Segue a lista com todos os bancos envolvidos: Goldman Sachs, JP Morgan, Credit Suisse, Barclays, Commonwealth Bank of Australia, State Street, RBS, BBVA, UBS, BNY Mellon, Mitsubishi UFJ Financial Group, Citigroup, Commerzbank, National Australia Bank, Royal Bank of Canada, SEB, Societe Generale, Toronto-Dominion Bank, Bank of America, Deutsche Bank, Morgan Stanley, HSBC, BNP Paribas, Canadian Imperial Bank of Commerce, ING Bank, Macquarie Bank, Wells Fargo & Co, Mizuho Bank, Nordea Bank, and UniCredit.