em Imprensa, Notícias, Notícias Blockchain

O termo blockchain vem sendo adotado como um grande guarda-chuva para descrever um conjunto de tecnologias que envolvem a arquitetura distribuída de sistemas computacionais, estruturas de armazenamento de dados, protocolos de comunicação e muita, mas muita mesmo, criptografia.

Dentro desse guarda-chuva existem diversas combinações de arquiteturas, protocolos e estruturas. Por exemplo, algumas empresas brasileiras do setor financeiro se juntaram a outras 70 empresas de todo o mundo no consórcio R3 para estudar a aplicação de arquiteturas distribuídas de acesso restrito. Nesse tipo de rede, conhecido como blockchain privado, apenas membros autorizados podem participar, simplificando os requisitos de segurança para o armazenamento das informações e permitindo até eliminar a estrutura de blocos encadeados que emprestou seu nome para a buzzword mais comentado do momento.

Algumas startups brasileiras, com seus modelos de negócio mais ágeis, já estão experimentando implementações com públicos segmentados. Um dos casos é o da OriginalMy.com que utiliza o blockchain público do bitcoin para o registro de documentos…

Texto de Luis Hachich e Gustavo Cazangi do portal ComputerWorld

Você pode encontrar o texto original e ler seu conteúdo completo clicando aqui.